.
SINDICAM-SP


SAAC


Rodão


.

Giro seta

.
.
Dia Nacional do Caminhoneiro
 
Tamanho
da letra
 

Ponte no Distrito Federal vai ter barreira para vetar caminhão acima da altura limite

 
14/02/2018
 
A Ponte do Bragueto vai ganhar uma barreira que pretende impedir a passagem de caminhões que não respeitam o limite de 4 metros de altura. Ao G1, o diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Márcio Buzar, disse que a estrutura está sendo confeccionada e deve ser instalada até a próxima terça-feira (20). “Vai funcionar como se fosse uma régua, a 40 metros da ponte. Isso já existe em outros lugares. A gente põe umas correntes, que ficam penduradas, batem no caminhão e fazem barulho. A ideia é alertar para o motorista prestar atenção e não passar”, afirmou Buzar. O DER está em operação “tapando buracos” da laje da Ponte do Bragueto. São buracos que foram abertos na estrutura com a passagem de caminhões que insistiram em seguir caminho por debaixo da ponte. Segundo o diretor, cerca de cinco veículos ficam presos todo mês no local, que liga a Asa Norte a regiões como Lago Norte e Sobradinho. “Aquela laje que mete medo na população, é pancada de caminhão que desrespeita a sinalização. Era pra não passarem ali. Ontem mesmo teve um caminhão que passou, ficou preso, engatou a ré e voltou.” No sábado (10), técnicos do DER e da Novacap fizeram uma vistoria na ponte. Durante a inspeção, o grupo avaliou a estrutura das vigas que sustentam a ponte construída na década de 1960. De acordo com Márcio Buzar, "a ponte é segura". “Pela inspeção que nós fizemos [...] está mostrando que a estrutura das vigas principais estão preservadas. Não há qualquer visualização de que a estrutura seja levada à ruína.” Os buracos vistos na ponte não comprometem a estrutura, garante Buzar. Na última quarta-feira (7), o ex-diretor do DER, Henrique Luduvice, admitiu publicamente a possibilidade de demolir a obra. Luduvice foi afastado do cargo no mesmo dia, e substituído por Buzar, então diretor de Edificações da Novacap. “Nós caminhamos dentro da viga e ela está bem preservada”, declarou Buzar. Segundo o DER, a parte que é atingida por caminhões funciona como uma margem de segurança da estrutura da ponte. A armação da ponte fica mais acima. Por isso, o órgão diz que a sustentação não foi afetada. Desastre no Eixão: O trabalho de vistoria da Ponte do Bragueto acontece depois que parte de um viaduto do Eixão Sul desabou no começo da semana. A chamada ação emergencial do GDF foi determinada seis anos após uma auditoria do Tribunal de Contas do DF mapear locais considerados de risco no Distrito Federal. Em 2012, o TCDF recomendava "manutenção urgente" em oito pontos da capital. Entre as obras, estavam o viaduto do Eixão – que caiu na última terça-feira (6) – e a Ponte do Bragueto. As duas obras foram classificadas com o mesmo nível de risco. No Eixão Sul, o asfaltamento das alças de acesso – que ligarão a pista interditada na altura da Galeria dos Estados aos eixinhos L e W – foi concluído no domingo (11). Segundo a Novacap, nesta terça será colocado meio-fio, pintura e sinalização. A previsão é de abrir o local para circulação na quinta-feira. Além dos novos acessos, as vias que já conectam o Eixão aos eixinhos naquele trecho serão alargadas. Cada alça receberá duas faixas novas, permanentes, para evitar o acúmulo de veículos durante a reconstrução do viaduto. Uma calçada será construída para a passagem dos pedestres.
 
Fonte: www.g1.globo.com
 
Voltar
 
Compartilhar no Orkut Compartilhar no Facebook
 

cadastre-se

.
Digite seu e-mail aqui:
 

publicidade

.
IV SEMINÁRIO NACIONAL DE SINDICATOS DE CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS
 
 
. .
Desenvolvido por:
F2 Webdesigner
Palavra do Presidente | Diretoria | História do Sindicam | Notícias | Sub-sedes | Jurídico | Eventos
Benefícios | Convênios | Links | Contato | Localização | Sindicams | Jornal do Sindicam