.
SINDICAM-SP


SAAC


Rodão


.

Giro seta

.
.
Dia Nacional do Caminhoneiro
 
Tamanho
da letra
 

Pontes do interior do Brasil dificultam transportes

 
26/11/2018
 
O Brasil é um país continental, cortado por estradas em todas as direções, que avançam por dentro de cidades e para fora delas. Em geral, próximas à grandes centros, as rodovias possuem uma estrutura boa, ou pelo menos aceitável. É possível rodar com segurança e agilidade para qualquer direção. Porém, para localidades mais afastadas, a situação se inverte. Quanto mais longe o lugar, piores são suas estradas e outros itens de infraestrutura. Além das estradas de terra, com muito barro em época de chuva e um poeirão interminável nas secas, os motoristas enfrentam precárias pontes, muitas feitas de madeira, apresentando muito desgaste e riscos aos motoristas. E o problema se multiplica quando é preciso atravessar uma estrutura dessas com um caminhão. Muitas vezes carregados com madeira, grãos, gado e outros itens que movimentam a economia do interior do país, os caminhoneiros tem a missão de atravessar essas pontes sem danificar a estrutura, e preservando a carga e o caminhão. Porém, a maioria dessas rodovias não recebem manutenção regularmente, e a situação da maioria das pontes é crítica. Se houver dano a uma das vigas estruturais, tudo desaba, jogando veículo, carga e caminhoneiro dentro de rios. Quando isso ocorre, além do prejuízo imediato com o veículo e a carga, há o prejuízo de longo prazo, pois a comunidade fica ilhada, sem acesso, já que a maioria dessas comunidades tem apenas uma via para entrada e saída. O resgate do veículo e a reconstrução da ponte demoram bastante, prejudicando a vida de quem mora na região. No último dia 16 de novembro, um caminhão boiadeiro caiu em um córrego, quando uma ponte desabou, na estrada de Dois Irmãos do Buriti, acesso à Palmeiras, sentido de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A ponte de madeira, castigada pelo tempo, não aguentou o peso do caminhão e desabou. O caminhoneiro não sofreu ferimentos, mas o caminhão ficou preso na ponte por uma semana, até ser guinchado por um guindaste, no último dia 23. A ponte já apresentava problemas, e os caminhoneiros que transitavam pelo local pediam manutenção da estrutura há mais de um ano. O caminhão sofreu danos consideráveis no chassi e nos eixos, e será consertado em Campo Grande. Não há prazo para reconstrução da ponte.
 
Fonte: www.blogdocaminhoneiro.com
 
Voltar
 
Compartilhar no Orkut Compartilhar no Facebook
 

cadastre-se

.
Digite seu e-mail aqui:
 

publicidade

.
IV SEMINÁRIO NACIONAL DE SINDICATOS DE CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS
 
 
. .
Desenvolvido por:
F2 Webdesigner
Palavra do Presidente | Diretoria | História do Sindicam | Notícias | Sub-sedes | Jurídico | Eventos
Benefícios | Convênios | Links | Contato | Localização | Sindicams | Jornal do Sindicam