.
SINDICAM-SP


SAAC


Rodão


.

Notícias seta

.
.
Tamanho
da letra
 

SINDICAM-SP e entidades do Transporte de Carga fazem protesto em São Paulo

 

Gastão, diretor do SINDICAM-SP, critica abuso de restrições

A prefeitura de São Paulo e a Câmara Municipal de São Paulo foram alvo de protestos de caminhoneiros autônomos, diretores do SINDICAM-SP, e presidentes de entidades da categoria (empresários e empregados), no último dia 09 de Dezembro. O motivo que levou cerca de 250 participantes a ocuparem a frente da sede da Prefeitura, exigindo uma audiência com o prefeito Gilberto Kassab, foi a mais nova restrição a caminhões na cidade, publicada pela Portaria nº 143/11, da Secretaria Municipal de Transportes, com as regras para limitação da circulação de caminhões em vias importantes, como a Marginal Tietê e avenidas como a Ermano Marchetti, Juntas Provisórias, Marquês de São Vicente, entre outras (veja a lista completa dos trechos restritos no final desta matéria).


Presidente da Câmara Municipal, José Police Neto e lideranças do setor

Como não foram atendidos pelo prefeito, os manifestantes saíram em passeata até a Câmara Municipal de São Paulo, onde foram recebidos pelo presidente da Casa, o vereador José Police Neto. Na prática, o chefe do Legislativo Municipal se comprometeu a falar com o prefeito e também convidou o setor a participar dos debates sobre o Plano Diretor da cidade.


Manifestantes acompanham definição de ações

“Não podemos mais admitir essa arbitrariedade que penaliza apenas um setor: o de Transporte de Carga. A falta de uma política séria e eficaz nos Transportes da cidade é a grande responsável pelo caos no transito. É isso que precisa ser discutido”, afirmou o presidente do SINDITANQUE e diretor do SINDICAM-SP, Bernabé Rodrigues, o Gastão.


Assembléia discorda de presidente da Câmara Municipal

O transporte de cargas em São Paulo fica sem alternativas com estas restrições, pois não há o Rodoanel pronto. Sem este projeto, o tráfego de passagem pela cidade ainda persiste e os transportadores autônomos e demais profissionais estão sem alternativas para realizar suas operações. Além disso, as restrições aumentam o custo dos fretes.

Gastão fala com repórter da TV Carreteiro


Gastão dá entrevista para Programa Brasil Caminhoneiro

Novas Regras - As novas restrições vigoram a partir de hoje, mas a Prefeitura, por meio da imprensa, divulgou que este primeiro período será educativo e as multas só começarão a ser registradas daqui 30 dias. Os caminhões estão proibidos de circular das 4h às 10h e das 16h às 22h, de segunda a sexta, nas vias listadas abaixo. Os VUCs estão liberados para circular em qualquer horário. Confira as vias restritas:

1. Marginal Tietê, em todas as suas denominações, sentido Rod. Ayrton Senna - Rod. Castelo Branco, pista local, central e expressa, no trecho compreendido entre a Pte. Aricanduva (excluída a referida ponte) e a Av. Raimundo Pereira de Magalhães;
2. Marginal Tietê, em todas as suas denominações, sentido Rod. Castelo Branco - Rod. Ayrton Senna, pista local e central no trecho compreendido entre a R. Fortunato Ferraz e Pte. Aricanduva (excluída a referida ponte) e exceto pista local, sob Pte. Tatuapé no trecho compreendido entre as alças ascendente e descendente para a Av. Salim Farah Maluf e pista expressa no trecho compreendido entre o Km 0 (zero) e Pte. Aricanduva (excluída a referida ponte);
3. Av. General Edgar Facó em ambos os sentidos, no trecho compreendido entre R. da Balsa e Pte. do Piqueri;
4. Av. Ermano Marchetti, sentido Lapa - Centro, no trecho compreendido entre Ponte do Piquerí e Pça. Dr. Pedro Corazza (excluída a referida praça);
5. Av. General Edgar Facó em ambos os sentidos, no trecho compreendido entre R. da Balsa e Pte. do Piqueri;
6. Av. Ermano Marchetti, sentido Lapa - Centro, no trecho compreendido entre Ponte do Piquerí e Pça. Dr. Pedro Corazza (excluída a referida praça);
7. Av. Ermano Marchetti, sentido Centro - Lapa, no trecho compreendido entre a Pça. Dr. Pedro Corazza e a Pça Jácomo Zanella (excluídas as referidas praças) e no trecho compreendido entre a Pça. Jácomo Zanella (excluída a referida praça) e Pte. do Piqueri (incluída a referida ponte);
8. Av. Marquês de São Vicente, em ambos os sentidos e toda sua extensão, excluídas as praças Dr. Pedro Corazza, José Vieira de Carvalho Mesquita e Luís Carlos Mesquita;
9. R. Norma Pieruccini Giannotti, em ambos os sentidos e toda extensão;
10. R. Sérgio Tomás, em ambos os sentidos e toda extensão;
11. Av. Pres. Castello Branco, entre R. Sérgio Tomás e Av. do Estado;
12. Av. do Estado, em ambos os sentidos entre Av. Pres. Castello Branco (Marginal Tietê) até Av. Prof. Luiz Inácio de Anhaia Mello;
13. Av. Prof. Luiz Inácio de Anhaia Mello, sentido Ipiranga –
14. V. Formosa, entre Vd. Grande São Paulo e Av. Salim Farah Maluf;
15. Av. Prof. Luiz Inácio de Anhaia Mello, sentido V. Formosa – Ipiranga, entre R. Domingos Afonso e Vd. Grande São Paulo;
16. Av. Pres. Tancredo Neves, em ambos os sentidos e toda extensão;
17. Av. das Juntas Provisórias, sentido Sacomã – Cambuci, entre R. do Grito e Av. do Estado;
18. Av. das Juntas Provisórias, sentido Cambuci – Sacomã, entre Av. do Estado e R. Dois de Julho;
19. Vd. Bresser, sentido Brás – V. Prudente, entre R. Cel. Antonio Marcelo e R. Bresser;
20. R. Bresser, sentido Brás – V. Prudente, entre Vd. Bresser e R. dos Trilhos e no sentido V. Prudente – Brás, entre R. dos Trilhos e R. João Caetano;
21. R. Taquari ambos os sentidos , entre R. dos Trilhos e R. da Mooca;
22. Av. Paes de Barros em ambos os sentidos, toda extensão;
23. Av. Presidente Wilson, em ambos os sentidos, entre R. da Mooca e R. Presidente Almeida Couto;
24. Av. Salim Farah Maluf, toda extensão;
25. R. Ulisses Cruz, entre R. Ivaí e Av. Salim Farah Maluf; XXIII. Vd. Grande São Paulo, toda extensão;
26. Vd. José Colassuono; toda extensão;
27. Complexo Viário Maria Maluf, em ambos os sentidos e toda extensão;
28. Pte. do Piqueri em ambos os sentidos e toda extensão;
29. Av. Santos Dumont sentido Norte – Sul, entre Pça. Campo de Bagatelle e Pte. das Bandeiras;
30. Pte. das Bandeiras, sentido Norte – Sul, em toda extensão;
31. Ponte do Tatuapé, sentido Norte – Sul, em toda extensão.

Exceções

Ficam excepcionados da restrição prevista no art. 1º desta portaria, nos períodos adiante especificados e nas condições estabelecidas na legislação vigente, os caminhões:

I - por período integral:
a) de urgência;
b) socorro mecânico de emergência;
c) cobertura jornalística;
d) obras e serviços de emergência;
e) correios;
f) no acesso a estacionamento próprio, mediante porte de autorização especial;
g) serviço emergencial de sinalização de trânsito.

II - no período das 4h às 10h:
a) concretagem e concretagem-bomba;
b) remoção de terra em obras civis;
c) feiras livres, mediante porte de autorização especial;
d) mudança, mediante porte de autorização especial;
e) coleta de lixo.
f) transporte de produtos alimentícios perecíveis, mediante porte de autorização especial.

III - no período das 16h às 20h:
a) transporte de valores.

O cadastramento dos caminhões excepcionados poderá ser feito no seguinte endereço: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/transportes/
 
Voltar

F2 Comunicação Assessoria de Imprensa:
F2 Comunicação & Marketing
Jornalista Responsável: Cláudio Ferreira
(11) 7869-8501 / 9803-6434
 

cadastre-se

.
Digite seu e-mail aqui:
 

publicidade

.
IV SEMINÁRIO NACIONAL DE SINDICATOS DE CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS
 
 
. .
Desenvolvido por:
F2 Webdesigner
Palavra do Presidente | Diretoria | História do Sindicam | Notícias | Sub-sedes | Jurídico | Eventos
Benefícios | Convênios | Links | Contato | Localização | Sindicams | Jornal do Sindicam