.
SINDICAM-SP


SAAC


Rodão


.

Notícias seta

.
.
Tamanho
da letra
 

SAAC e Câmara de conciliação ganham adesão de novos sindicatos

 
No último dia 19 de novembro, na colônia de Férias do SINDICAM-SP, o Serviço de Atendimento e Apoio ao Caminhoneiro Autônomo (SAAC) e a Câmara Brasileira de Mediação, Conciliação e Arbitragem dos Caminhoneiros, criadas há três anos, acabam de ganhar a adesão de mais sete entidades que representam os caminhoneiros autônomos. Dessa forma, passaram a integra-los, o SINDICAM-Pará, o SINDICAM-Araçatuba, a subsede do SINDICAM-SP, em Bebedouro, o Sindicato de Autônomos de São José dos Campos, o SINDICAM-Ourinhos, o SINDICAM-Uruguaiana e o Sindmercosul. Os serviços foram criados numa parceria inédita entre o SINDICAM-SP, a Fetrabens e as entidades que reúnem as empresas gerenciadoras de risco, como a GRISTEC (Associação Brasileira das Empresas de Gerenciamento de Riscos e de Tecnologia de Rastreamento e Monitoramento) e o SINDIRISCO (Sindicato das Empresas de Gerenciamento de Riscos do Estado de São Paulo); e algumas gerenciadoras que não integram essas entidades. Durante a reunião o coordenador dos trabalhos, Ailton Gonçalves, responsável pelo departamento Jurídico do SINDICAM-SP, destacou o crescimento e a consolidação das atividades tanto do SAAC, como da Câmara, salientando o compromisso dos órgãos em solucionar os problemas dos transportadores autônomos, junto às gerenciadoras de risco, poupando tempo e economizando recursos, antes desprendidos com ações judiciais. Também fez uso da palavra o representante da Pamcary e integrante da Câmara, Marcos Teixeira. Ele apresentou o crescimento no número de atendimento e resoluções de casos, ao longo dos últimos três anos. “Houve casos em que saltamos de 200 para mais de mil atendimentos, com uma taxa de solução de quase 85%. Isso levando em consideração que quase a totalidade dos caso que ficaram sem solução, é porque não foram apresentados os documentos necessários para darmos andamento a esses casos”, considerou. Presente à reunião, Cesar Fresinghelli, vice-presidente do Sindimercosul, e Eurico Tadeu, presidente do SINDICAM-Pará, denunciaram uma prática “comum” utilizada por algumas transportadoras em suas regiões. “Temos notado que algumas transportadoras na região sul do país se negam a contratar frete para alguns caminhoneiros, alegando que eles estão bloqueados junto as gerenciadoras de risco. E quando fomos checar junto à essas gerenciadora, não existia nenhum bloqueio em nome daquele caminhoneiro. Tudo não passa de uma medida utilizada como “vingança” só porque ou caminhoneiros se recusou, num dado momento, a ser contratado pelo valor do frete apresentado ou porque ele fez algum outro questionamento junto a empresa”, destacou Fresinghelli. Já no caso de Eurico Tadeu, o caso ocorreu com ele mesmo. “Dias desse fui fazer um frete e foi constatado que tinha um problema de cadastro junto a uma determinada gerenciadora. Ao ligar na filial da empresa, no Pará, fui informado que o caso estava na sede da empresa, em São Paulo, e que por isso tinha que ligar aqui. Quando questionei o procedimento, a pessoa que me atendeu simplesmente desligou o telefone. Isso ocorreu comigo, não foi ninguém que me contou”, salientou. Os representantes das gerenciadoras que compõem a Câmara e o SAAC, entre elas a Pamcary, a Apsul, a GV e a Bouoni, se comprometeram em revisar seus métodos quando ao caso do Tadeu. E alertaram os representantes dos sindicatos presentes que procurem sempre confirmar as informações de bloqueio junto à gerenciadora indicado ou, melhor ainda, apresentem o caso ao SAAC, para que a Câmara possa averiguar o caso. De acordo com o coordenador do SAAC e da Câmara, Ailton Gonçalves, os serviços das entidades estão abertos para caminhoneiros de todo o Brasil. “Mesmo sabendo que eles podem se representados por seus sindicatos, vale destacar que qualquer caminhoneiro que esteja enfrentando problemas de bloqueio ou de qualquer natureza, ligados às gerenciadoras de risco em geral, podem nos contatar”, afirmou. Participaram da reunião, no Recanto Angaturama, representantes do SINDICAM-SP e Fetrabens, Norival de Almeida Silva, Bernabé Parra Rodrigues, Luís Carlos Hernandes, Ailton Gonçalves, Eliana Sanches e Debora de Almeida Silva; da Gristec, Ruy Gouvea; da Apisul, José Antunes Valgas e Fernanda Sesti; da Buonny, Carlos Camarinho e Priscila Marcondes; GPS/Pamcary, Marcos Alberto Teixeira; da Zênite, Anderson Caldas; do Sindimercosul, Jorge Frizzo; do SINDICAM Uruguaiana, Paulo Dutra; da Fecam/RS, André Costa; da Sub-sede do SINDICAM-Bebedouro, José Roberto; do Sindicato de São José dos Campos, Everaldo Bastos; do SINDICAM-Araçatuba, Sérgio Barsalobre; do SINDICAM-Ourinhos, Ariovaldo de Almeida Silva; e do SINDICAM-PA, Eurico Tadeu.
 
Voltar

F2 Comunicação Assessoria de Imprensa:
F2 Comunicação & Marketing
Jornalista Responsável: Cláudio Ferreira
(11) 7869-8501 / 9803-6434
 

cadastre-se

.
Digite seu e-mail aqui:
 

publicidade

.
IV SEMINÁRIO NACIONAL DE SINDICATOS DE CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS
 
 
. .
Desenvolvido por:
F2 Webdesigner
Palavra do Presidente | Diretoria | História do Sindicam | Notícias | Sub-sedes | Jurídico | Eventos
Benefícios | Convênios | Links | Contato | Localização | Sindicams | Jornal do Sindicam